top of page

Um Ciclo de Renovação

Atualizado: 20 de nov. de 2023

Rosa Scarlett


O fim do ano chegou e estou aqui com minhas listas e muitas perguntas. O que funcionou? O que quero dar continuidade? Do que quero desistir? E sobretudo, o que quero ainda fazer?


Como sou composta por camadas generosas de sonhos e desejos, realizá-los sempre foi muito desafiador e me exigiu muita dedicação. Todavia, com os meus queridos 50 anos de vida, já tenho algumas realizações que fico feliz em compartilhar. Fiz faculdade de Serviço Social e Mestrado na UFRJ, com quase 30 anos me tornei servidora pública.


Meu grande amor e meu filho são realizações que alimentam minha alma e que me fazem feliz. Mas quase desisti do sonho de formar uma família. Eu já tinha passado dos 30 anos e me dei conta que vinha repetindo um padrão de relacionamentos, sempre com homens que não queriam compromisso comigo. Quando me dei conta que estava há 10 anos nesse tipo de relacionamento, enfrentei o meu orgulho e corri pra terapia. Funcionou, graças a Deus.


Os anos foram passando e em algum momento me dei conta que não podia mais calar minha criatividade e minhas palavras, meus textos queriam nascer. Por volta dos meus 45 anos, assumi que queria ser escritora, assumi que tinha histórias que poderiam ser materializadas nos livros e nas telas. E comecei uma jornada de aprendizado e dedicação à escrita. Venho fazendo cursos, estudando, escrevendo, mas preciso destacar algo muito especial que aconteceu no começo dessa jornada. Procurei a Lúcia Ferreira para ser minha coach. Ainda lembro do primeiro atendimento, eu contava sobre os meus sonhos e minha insegurança gritava "ela deve achar que você é maluca!". Contudo, a Lúcia é uma pessoa muito empática e uma profissional cheia de seriedade, por isso, ela acreditou em mim desde o começo.


Talvez seja desnecessário falar de todo o movimento de invisibilizar nós mulheres, sobretudo quando somos negras. Na minha adolescência, eu não conhecia Firmina, nem Carolina, mas já sabia que não seria fácil ser escritora e roteirista no Brasil. Naquela época, eu desisti. No bairro que eu morava não havia uma única livraria e nem biblioteca. Também não existia celular e nem internet. Na minha casa não havia sequer telefone convencional.


Sei que o ofício da escrita ainda é muito desafiador e considero muito as críticas de escritores e roteiristas mais jovens do que eu. Me reconheço em muitas das suas questões.


Mas quando olho para o passado e vejo o mar de possibilidades hoje existentes como os blog, as plataformas digitais, e-books, celulares com diversos aplicativos... Outro dia, vi um concurso de cinema voltado para diretores que fizeram filme com o celular. Bom, quando olho para o presente e para o passado, penso em Sankofa "nunca é tarde para voltar e apanhar o que ficou atrás".


Compartilho do entendimento de que podemos retornar ao passado para ressignificar o presente e, desta forma construímos o futuro. Logo, acredito que Sankofa nos permite um ciclo de renovação onde valorizamos nossas experiências e nossa ancestralidade.


Esse movimento de voltar tem tudo a ver com os anos, eles começam, terminam, datas se repetem, tudo me faz pensar no movimento cíclico da vida que parece se repetir em muitos lugares. Lembro da proporção áurea, das rodas de capoeira, das rodas no samba e nos terreiros, do giro do pião, das escadas em espiral e dos nossos infinitos movimentos de ir e vir, de megulhar no fundo de nossa própria essência e depois subir para respirar. Parece que tudo remete às formas cíclicas, como se vivéssemos num eterno espiral. E a cada mergulho, a cada giro, a cada ciclo, mais encontramos oportunidades de crescer e sobretudo de enriquecimento pessoal que sem dúvida acabam por impactar o nosso entorno.


Por isso, o nosso Planner Ciclos (lançamento de Lúcia Ferreira e meu) me toca profundamente, especialmente quando penso no dia da Consciência Negra e na nossa essência.

Deixo duas perguntas: quantas lutas foram necessárias pra você chegar até aqui? E o que mais você quer?


Precisamos tomar consciência das mudanças que queremos na vida e porque acredito muito nisso, te convido a conhecer o Planner Ciclos no link abaixo.

Um abraço da Rosa,

E viva Zumbi!



Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page