top of page

Sussurros do Coração (ou para mim, “O amor sempre encontra seu caminho”)

Resenha por: Rodrigo Monsores




O estúdio Ghibli sempre nos presenteou com obras magníficas como “A viagem de Chihiro”, “O castelo animado”, “Ponyo”, “Princesa Mononoke” e tantas outras. Assisti “Sussurros do Coração” na expectativa de encontrar um universo fantástico, mas me deparei com uma história linda e sensível, baseada muito mais no realismo.


Sussurros do Coração é um filme de animação japonês de 1995, dirigido por Yoshifumi Kondo e com roteiro de Hayao Miyazaki, baseado no mangá Mimi wo Sumaseba de 1989, de Aoi Hiiragi.

Shizuku Tsukishima é uma estudante que sonha em ser uma escritora e decide, durante o verão, ler vinte livros. Mas, curiosamente, todas as edições que ela pegou na biblioteca já haviam sido lidas por um tal de Seiji Amasawa. Ela então decide procurá-lo.


Shizuku passa a tentar conciliar sua rotina de estudos para os exames, seu desafio pessoal de ler os vinte livros e encontrar Seiji. Alegre e criativa, Shizuku traduz a música de John Denver “Take Me Home, Country Roads” para japonês para o clube de coro de sua escola e escreve sua própria versão humorística da música japonesa, chamada “Concrete Road”, sobre sua cidade natal no oeste de Tóquio.


Shizuku esquece um livro da biblioteca no banco e ao voltar para pegá-lo, encontra um menino que vai mudar sua vida.


O amor é o tema central do filme. Encontros e desencontros não só de Shizuku, mas de seus amigos Yuko Harada e Sugimura são tocantes, mas vale ressaltar que há muitas camadas na história, em especial o crescimento pessoal dos personagens, que buscam algo muito além do amor: a realização de seus sonhos.


Shizuku não tinha muita perspectiva para o seu futuro além de cursar o ensino médio, inclusive sendo cobrada por seus pais e sua própria irmã, Shiho Tsukushima. Mas, ao conhecer um gato, uma estranha loja e ao se aproximar de seu novo amigo, a protagonista descobre que pode ir muito além e dar asas a seu talento de escritora, escrevendo seu livro e ao mesmo tempo, sua própria história, abrindo caminho para o seu futuro.


É impressionante como Miyazaki encheu de metáforas acontecimentos de uma vida comum. Conseguiu me sensibilizar e refletir sobre como o amor sempre encontra seu caminho, seja em uma estrada rural ou de concreto.

O filme está disponível na plataforma Netflix.


Para encerrar, deixo a letra da canção:

Take Me Home, Country Roads

Canção de John Denver

Quase o paraíso, West Virginia Almost heaven, West Virginia Montanhas Blue Ridge, Rio Shenandoah Blue Ridge Mountains, Shenandoah River A vida é velha lá, mais velha que as árvores Life is old there, older than the trees Mais jovem que as montanhas, crescendo como uma brisa Younger than the mountains, growin' like a breeze

Estradas rurais, me leve para casa Country roads, take me home Para o lugar que eu pertenço To the place I belong West Virginia, mãe da montanha West Virginia, mountain mama Leve-me para casa, estradas rurais Take me home, country roads

Todas as minhas memórias se reúnem em volta dela All my memories gather 'round her Senhora do mineiro, estranha à água azul Miner's lady, stranger to blue water Escuro e empoeirado, pintado no céu Dark and dusty, painted on the sky Gosto enevoado de luar, lágrima no meu olho Misty taste of moonshine, teardrop in my eye

Estradas rurais, me leve para casa Country roads, take me home Para o lugar que eu pertenço To the place I belong West Virginia, mãe da montanha West Virginia, mountain mama Leve-me para casa, estradas rurais Take me home, country roads

Eu ouço a voz dela na hora da manhã, ela me chama I hear her voice in the mornin' hour, she calls me O rádio me lembra minha casa longe The radio reminds me of my home far away Dirigindo pela estrada, eu sinto Drivin' down the road, I get a feelin' Que eu deveria estar em casa ontem, ontem That I should've been home yesterday, yesterday

Estradas rurais, me leve para casa Country roads, take me home Para o lugar que eu pertenço To the place I belong West Virginia, mãe da montanha West Virginia, mountain mama Leve-me para casa, estradas rurais Take me home, country roads

Estradas rurais, me leve para casa Country roads, take me home Para o lugar que eu pertenço To the place I belong West Virginia, mãe da montanha West Virginia, mountain mama Leve-me para casa, estradas rurais Take me home, country roads

Leve-me para casa, estradas rurais (para baixo) Take me home, (down) country roads Leve-me para casa, estradas rurais (para baixo) Take me home, (down) country roads


Informações Técnicas:

Japão

1995 • cor • 111 min

Direção: Yoshifumi Kondo

Produção: Toshio Suzuki

Roteiro: Hayao Miyazaki

Baseado em: “Mimi o Sumaseba” de Aoi Hiiragi

Música: Yuji Nomi

Cinematografia: Atsushi Okui

Edição: Takeshi Seyama

Companhia (s) produtora (s): Studio Ghibli


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page