top of page

Amado meu


Rosa Araujo

Olho repetidamente sua foto

Na galeria para mim deixada

Sinto o calor da sua voz

Na imagem congelada

Nunca mais sua presença

Seu jeito atrevido

A urgência nos pedidos

Até a inversão nos pronomes possessivos para expressar sua libido

Me dão uma nostalgia danada

Nos encontramos todas as noites

Porém não nos sabemos durante o dia

Nos pertencemos

Sem saber se teremos, enfim, essa alegria.



9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DEFINIR

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page